Consulte os programas das disciplinas que serão ministradas em 2017-1 clicando sobre seus respectivos nomes. Conforme os professores forem mandando os programas faltantes, vamos incluí-los.

 

ATENÇÃO: TODOS PODEM SE INSCREVER EM QUALQUER DISCIPLINA, INDEPENDENTEMENTE DE SER DO MESTRADO OU DO DOUTORADO. APENAS OBSERVEM QUE, PARA PROCURAR AS DISCIPLINAS, O QUE DEVE SER FEITO PELO CÓDIGO CONSTANTE NA GRADE HORÁRIA, É PRECISO SELECIONAR O NÍVEL; CASO CONTRÁRIO, A MATÉRIA NÃO APARECERÁ.

Doutorado

Filosofia Política e Perspectivas Críticas do Direito – Profa. Vanessa Berner e Prof. Raffaelle de Giorgi

Globalização e Transformações no Mundo do Trabalho – Profa. Sayonara Grillo

Teorias da Decisão: sistemas de controles epistêmicos – Prof. Geraldo Prado

Tópicos em Teorias Jurídicas Contemporâneas – Profa. Cecilia Caballero e Prof. Flávio Martins

Proteção e Inclusão Social de Vulneráveis no Direito Brasileiro – Profa. Fabiana Barletta e Prof. Flávio Martins

 

Mestrado

Constitucionalismo Americano – Prof. José Ribas Vieira e Profa. Lilian Emerique

Controle Social Punitivo e Criminalização da Pobreza – Profa. Luciana Boiteux

Desenhos Constitucionais – Profs. Carlos Bolonha e Luigi Bonizzato

Direito e Economia: Modelagens Institucionais – Prof. Mauro Osório

Formatos da Proteção dos Direitos Humanos – Profa. Ana Lúcia Sabadell

Metodologia Jurídica (Turma A) – Profa. Ana Paula Barbosa e Prof. Fábio Shecaira

Metodologia Jurídica (Turma B) – Profa. Margarida Lacombe

Pensamento Jurídico Contemporâneo (Turma A) – Prof. Eduardo Moreira

Pensamento Jurídico Contemporâneo (Turma B) – Profa. Juliana Magalães e Prof. Raffaele de Giorgi

 

 

O PPGD/UFRJ divulga a publicação do artigo Mais um desafio político para uma corte jurídica, da nossa professora Margarida Maria Lacombe Camargo e de Siddharta Legale Ferreira, no site JOTA Notícias Jurídicas.

A publicação é resultado das discussões realizadas no Grupo de Pesquisa CNPq Observatório da Justiça Brasileira (OJB/UFRJ), no âmbito do PPGD.

 

"Os desdobramentos da ausência do Ministro Teori Zavascki, no que diz respeito à sua substituição como relator dos processos que se encontram sob o âmbito da Operação Lava Jato, mais uma vez desafia os limites entre o jurídico e o político no Supremo Tribunal Federal.

A Operação Lava Jato, que já mobilizou recursos públicos bastante significativos de dinheiro e pessoal para a criação da Força Tarefa de combate à corrupção no país, exige resultados de sucesso. E uma das estratégias para se garantir isso foi a mobilização popular, com o auxílio da imprensa, capaz de, no limite, legitimar ações que normalmente fugiriam às regras do Direito. Como exemplo podemos citar a sumarização do processo penal que começa com as prisões provisórias ou temporárias, passa por escutas ambientais e telefônicas, por ações de busca e apreensão de documentos em residências e escritórios, é acompanhado pari passu por delações premiadas e alcançam não raramente o julgamento público com o vazamento de informações e suspensão do sigilo sobre as provas colhidas. Obviamente que tudo isso chancelado pelo Poder Judiciário, a partir da atuação efetiva do juizado de primeira instância, do tribunal de apelação e do Supremo Tribunal Federal."

 

Para ler o artigo na íntegra, clique aqui.

 

 

Caros, confiram a GRADE HORÁRIA 2017-1 aqui, ou no menu à esquerda.

 

Os novos mestrandos devem fazer as duas matérias obrigatórias oferecidas neste semestre: Pensamento Jurídico Contemporâneo e Metodologia Jurídica. Há duas opções de turma para cada uma dessas disciplinas, cada uma com a lotação máxima de 15 alunos; a distribuição de vagas é pela ordem de inscrição no sistema.

Se não fizerem essas matérias agora, terão dificuldades depois, pois elas só serão oferecidas novamente no terceiro semestre de curso de vocês, quando já devem estar qualificando, e não fazendo matérias obrigatórias. 

 

Os novos doutorandos podem fazer a disciplina obrigatória oferecida: Filosofia Política e Perspectivas Críticas do Direito. Como vocês dispõem de mais tempo de curso, se não puderem fazer agora, terão oportunidades em outros semestres. Mas devem fazer alguma matéria.

 

Todos os alunos do PPGD devem se inscrever em disciplina(s) de 18 a 28 de fevereiro, pelo SIGA. Os que estão se matriculando agora, assim que tiverem o seu DRE, devem entrar no SIGA, colocar sua foto de perfil e conferir todos os dados de cadastro (a carteira estudantil não é emitida se a foto não estiver de acordo com o padrão exigido).
Aqueles que já concluiram os créditos, ou os doutorandos que não farão matérias no semestre, devem se inscrever na disciplina de "Pesquisa", de acordo com o nível (mestrado ou doutorado). Os novos alunos são obrigados a fazer disciplina com créditos, não podem fazer só essa de pesquisa, que é uma matéria apenas de manutenção de vínculo; ou seja, vocês precisam começar o curso em 2017-1, senão configura reserva de vaga, o que é proibido. 

 

O PPGD/UFRJ divulga a publicação do artigo Morte trágica joga STF em águas institucionais revoltas, do nosso professor Dr. José Ribas Vieira e do Me. Rafael Bezerra, no site JOTA Notícias Jurídicas.

A publicação é resultado das discussões realizadas no Grupo de Pesquisa CNPq Observatório da Justiça Brasileira (OJB/UFRJ), no âmbito do PPGD.

 

'A trágica morte do ministro Teori Zavascki na tarde desta quinta-feira (19) após a queda de avião no mar de Paraty, litoral sul do Rio de Janeiro, “mergulhou” o Supremo Tribunal Federal e a República brasileira em “águas institucionais revoltas".'

 

Para ler o artigo na íntegra, clique aqui.

 

 

Prezados novos alunos, sejam bem-vindos ao nosso Programa!

Venham realizar a sua matrícula, ou seja, entrada no sistema da UFRJ!

A inscrição em disciplinas é realizada posteriormente, por cada um de vocês, online, pelo SIGA (intranet.ufrj.br). Neste período, será de 18 a 28 de fevereiro, podendo ser alterada de 4 a 7 de março. Nos próximos dias publicaremos a grade de horários.

 

Matrícula: até 13 de fevereiro, das 14 às 18h, no PPGD.

Quem não estiver no Rio deve enviar e-mail à secretaria para receber as orientações. Não é preciso vir ao Rio só para isso, nem enviar procurador.

 

*Quem entregou declaração de que concluiria grau, só pode se matricular apresentando o certificado de colação de grau.

*Os documentos que vocês entregaram na inscrição são suficientes (salvo para os alunos estrangeiros, que não fizeram a entrega da documentação física).

*Os doutorandos devem retirar a dissertação e a comprovação do lattes no ato da matrícula.

*Todos deverão informar dados bancários (para futuros requerimentos de bolsas ou auxílios) e assinar o termo de compromisso de autorização de divulgação da dissertação ou tese produzida.

*Os seguintes mestrandos devem trazer a ficha de inscrição correta (clique aqui): Luíza Guedes; Raphael Barilli e Roberta Damasceno.

                             

UFRJ PPGD - Programa de Pós-Graduação em Direito
Desenvolvido por: TIC/UFRJ